Observatório da Nuvem

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Brincadeira de criança...

            Como é bom, como é bom, guardo ainda na lembrança... Assim diz a música!
Agora, imagine um dia no qual você pudesse usufruir de todas as brincadeiras que fizeram parte da infância dos seus pais e avós, as pessoas mais importantes para você e que são sua referência.
Imagine também poder encontrar e brincar com aquele personagem de televisão que você não perde um episódio.
Os "grandinhos" de hoje já tiveram sonhos assim.
Ver alguém caracterizado logo faz nossas lembranças começarem a trabalhar, não é mesmo?
Hoje, as brincadeiras estão bem diferentes, nada de empurrar o carrinho com as mãos e buscá-lo correndo se o controle remoto faz isso - vai e volta com apenas um comando. Este é um simples exemplo, o suficiente para ilustrar como as brincadeiras estão eletrônicas demais, pelo menos é o que ocorre com a maioria das crianças, maioria que utilizam simuladores de vida em vídeo games que substituem a imaginação que poderia ser materializada em um brinquedo.
Os dois tipos de brincadeiras são divertidos e possuem suas particularidades e benefícios, a criança tem que experimentar cada uma delas, e saber que uma pode completar a outra, desta forma será mais saudável.
Foi pensando em sair desse universo eletrônico que o Professor Jocelmo da Escola Amanhecer no município de Santa Luzia do Paruá-Ma, fez do dia das Crianças um reencontro com as antigas brincadeiras de crianças.
           
             Um dia para brincar de roda.
             Um dia para brincar de pega-pega ou birita como eu gostava de chamar (kkkkk)
             Desfilar, que sempre me faz lembrar aquela música “Meu amor se você for embora...”
             Corrida de saco (Clássico)
             Dança da Laranja (Clássico)
             Ovo na colher (Mil vezes clássica)

 Jocelmo diz que: “O projeto objetivou resgatar o aspecto realmente infantil de ser criança. Pausa nos videogames, celulares, computadores, Internet. O negócio é ser criança, brincar, pular, dançar, mover o corpo. Para tanto, até os professores tiveram que se vestir de criança”. E que escolheu ser o Kiko (Programa do Chaves): ”Tendo em vista a alta representatividade infantil desse personagem. Foi uma manhã divertida, com gosto de brigadeiro, chocolate,  bolo de aniversário e pipoca. Valeu a pena o trabalhão!"

          Se você gostou da iniciativa e quiser conhecer outros projetos que Professor Jocelmo participa é só clicar aqui.


          

0 Nuvens Voadoras comentaram :

Postar um comentário

Deixe seu comentário e vamos interagir!