Observatório da Nuvem

domingo, 26 de dezembro de 2010

Passos ao contrário


Quando conheci o blog de Kobi Levi e observei seu trabalho, de imediato, pude constatar seu talento para fazer sapatos diferentes e esse que coloquei aqui, o Double boots 2000 leather, fez lembrar-me do Curupira que segundo a lenda possuía os pés voltados para trás, que servem para despistar os caçadores. Com essas botas enquanto você segue em frente, as marcas no chão não afirmam qual a  verdadeira direção que seus passos tomaram.

No livro Lendas e Mitos do Brasil de Theobaldo Miranda Santos, você encontra lendas das regiões Norte/Nordeste/Leste/Sul e Centro-Oeste, e em algumas de suas páginas está escrito assim:
            O Curupira é o protetor das matas. A floresta e todos os que nela habitam estão sob sua vigilância. Por isso, antes das grandes tempestades, ouve-se bater nos troncos das árvores. É o Curupira verificando se elas podem resistir ao furacão, que se avizinha, para, em caso contrário, avisar aos moradores da mata do perigo.
            Descrevem o Curupira como um menino de cabelos vermelhos, corpo coberto por pelos e pés voltados para trás. O caçador deve ter a prudência de matar apenas o indispensável às suas necessidades. Ai de quem mata por gosto, fazendo estragos inúteis; de quem atira em animais que estão para ter crias; de quem despedaça cruelmente os filhotes! Para todos eles o Curupira é um inimigo terrível! Esses caçadores malvados são perseguidos, ludibriados e martirizados pelo Curupira.
            Quando não morrem, ficam abobalhados para sempre. Nunca mais podem caçar!...
Os índios contam muitas histórias a respeito do Curupira. Eis uma delas:
Um dia, o Curupira encontrou um caçador, que dormia, cansado, sob uma árvore. Acordou-o e pediu um pedaço do seu coração para matar a fome. O índio deu-lhe um pedaço do coração de um macaco que havia caçado. O Curupira comeu, gostou e pediu o resto. O caçador atendeu seu pedido, mas disse:
-Deves, em paga, me dar um pedaço do teu coração.
O Curupira, certo de que o índio havia lhe dado o seu coração, sem nada sofrer, abriu, com uma faca, o próprio peito e caiu logo morto. O caçador então fugiu correndo para a sua maloca.
Um ano mais tarde, lembrou-se o índio de que o Curupira tinha os dentes verdes. E teve a idéia de fazer com os mesmos um belo colar. Por isso, voltou à mata, procurou e achou o esqueleto do Curupira e começou a bater o crânio do mesmo de encontro a uma árvore, para ver se os dentes caíam.
Nesse momento, o Curupira ressuscitou. Agradeceu ao caçador de o ter desencantado e, para recompensá-lo deu-lhe uma flecha mágica, com a qual ele seria o chefe da sua tribo. Mas o índio cometeu o erro de contar o segredo à sua mulher e, por isso, caiu morto no chão.
Essa é uma das histórias do Curupira, uma lenda brasileira e, caso queira conhecer mais sapatos diferentes, assim como este que postei e que me serviu de inspiração para escrever, bem...  o trabalho de Kobi Levi está disponível à visualização, é só visitar o blog dele  .
Espero que tenham gostado da minha associação. Deu pra conhecer duas coisas ao mesmo tempo ou se já conheciam, serviu para relembrar.

0 Nuvens Voadoras comentaram :

Postar um comentário

Deixe seu comentário e vamos interagir!